Centro de Genética e Melhoramento da Cana

Compartilhe
Centro de Genética e Melhoramento da Cana
O melhoramento clássico de plantas tem sido uma das ferramentas mais poderosas utilizadas pelo homem para produzir alimentos. Em relação à cana-de-açúcar, o Brasil tem selecionado variedades desde 1532 e mais recentemente, na segunda metade do século XX, um grande número de variedades foi produzido, promovendo um aumento espetacular na produção de açúcar e álcool no Brasil As coleções de variedades hoje existentes no Brasil podem ser comparadas com uma grande biblioteca, a partir da qual se podem selecionar características desejáveis para adaptação a condições de estresse como doenças e diversidade de estresses ambientais. Tal “biblioteca” não tem qualquer valor se não tivermos acesso rápido e eficiente às características desejáveis. Com isto, o Centro de Melhoramento da Cana do INBB propõe o uso de ferramentas sofisticadas para encontrar os marcadores moleculares que permitam acesso rápido e eficiente às características relacionadas à fisiologia da cana, bem como o potencial que estas possam ter para uso na via do etanol celulósico. Este centro terá interação direta com o centro de expressão e transformação, uma vez que se poderão cruzar as informações de expressão e marcadores para refinar ainda mais a capacidade de encontrar e melhorar variedades existentes. Para tanto é necessário que as coleções sejam mantidas e o acesso seja permitido livremente entre os grupos. O INBB contribuirá, em conjunto com o programa BioEn-FAPESP para zelar para que o Brasil mantenha suas coleções de variedades acessíveis para o desenvolvimento de tecnologias para a produção de etanol.
Apoio